24/01/2019

Costela de primeira

O sabor potente da carne aliado à nostalgia dos tomates recheados faz desta receita uma opção longe do lugar-comum

Como o próprio nome diz, este prato traz uma costela de primeira assada, com sua carne macia e untuosa valorizada pelo uso do alecrim e da pimenta em grãos. O molho gravy, muito utilizado nas cozinhas inglesa e americana, é preparado a partir do caldo do assado. Com a adição

de vinho e pimenta, resulta em um encorpado molho de sabor denso que enriquece ainda mais a costela.

 

Prime rib com molho gravy e tomates recheados assados

(Rende 4 porções)

PARA A CARNE E OS TOMATES

4 peças de prime rib

Azeite a gosto

4 tomates sem o miolo

2 pães amanhecidos

4 dentes de alho ralados

1 ramo de alecrim

1 colher (chá) de pimenta em grãos esmagada

Sal a gosto

 

PARA O GRAVY

½ xícara (chá) de vinho branco

400 ml de líquidos (caldo de carne e fundo da assadeira)

2 colheres (sopa) de amido de milho

3 colheres (sopa) de água

Sal e pimenta-do-reino a gosto

 

PREPARANDO A CARNE E OS TOMATES

Unte a carne com azeite e disponha em uma assadeira. Retire o centro dos tomates e recheie com uma farofa feita com o pão ralado, o alho, o alecrim, a pimenta e o sal. Coloque os tomates na mesma assadeira, leve ao forno preaquecido em temperatura baixa (160 °C) e asse por 1 hora. Retire do forno e deixe a carne descansar por 15 minutos. Tempere com sal antes de servir. Use os líquidos do fundo da assadeira para preparar o molho.

 

PREPARANDO O GRAVY

Despeje o vinho na assadeira em que a carne assou e aqueça sobre a boca do fogão. Raspe o fundo, fazendo com que as partes sólidas se soltem. Coe o líquido obtido e meça em uma jarra de medida. Complete com caldo de carne até obter o total de 400 ml de líquido. Volte o molho ao fogo e adicione o amido de milho diluído em água. Cozinhe em fogo baixo até encorpar. Ajuste o tempero com o sal e a pimenta.

 

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. Carnes para Celebrar. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg.

 

17/01/2019

Baixa temperatura

Uma paleta suína macia, que desmancha ao toque do garfo graças ao longo tempo de cozimento

Além do preparo em baixa temperatura, esta receita tem dois trunfos: o uso da cerveja e as sementes de erva-doce na marinada. O álcool intensifica o sabor da carne, e a erva-doce revela-se a especiaria perfeita para o porco, com suas notas de anis. O abacaxi grelhado traz beleza ao conjunto, além de sua gostosa acidez, balanceada pelo caramelizado da fruta. Completa o conjunto a farofa de ovos, trivial e sempre bem-vinda.

Paleta suína com abacaxi grelhado e farofa de ovos

(Rende 8 porções)

PARA A PALETA
1 paleta suína (cerca de 2 kg)
500 ml de cerveja tipo pilsen
4 colheres (sopa) de sementes de erva-doce
1 colher (sopa) de grãos de pimenta-do-reino
7 dentes de alho picados
3 folhas de louro
Sal grosso para assar

PARA O ABACAXI GRELHADO
Óleo vegetal para untar a grelha
1 abacaxi maduro fatiado
Canela em pó a gosto

PARA A FAROFA DE OVOS

5 ovos

½ xícara (chá) de azeite

2 cebolas roxas picadas

2 xícaras (chá) de farinha de mandioca

½ xícara (chá) de azeitonas pretas em rodelas

½ xícara (chá) de salsinha picada

¼ de xícara (chá) de coentro picado

Sal e pimenta-do-reino a gosto

PREPARANDO A PALETA

Acomode a paleta em um recipiente fundo e cubra com a cerveja e os temperos, exceto o sal. Deixe marinando em geladeira por cerca de 8 horas ou da noite para o dia, virando de vez em quando. Retire a carne da marinada, cubra com sal grosso e acomode na assadeira. Despeje o restante da marinada no fundo da assadeira. Cubra a paleta com papel-alumínio e asse em
forno preaquecido em temperatura baixa (160 °C) por 3 horas. Retire o papel-alumínio, pincele a carne com o líquido da assadeira, aumente a temperatura (200 °C) e deixe no forno até dourar. Sirva com o abacaxi e a farofa.

PREPARANDO O ABACAXI
Unte a grelha com óleo e aqueça. Quando estiver bem quente, disponha as fatias até ficarem marcadas. Grelhe dos dois lados. Salpique com canela antes de servir.

PREPARANDO A FAROFA
Cozinhe os ovos até que estejam firmes e reserve. Aqueça o azeite em uma panela grande e doure nele a cebola picada. Adicione a farinha e cozinhe até dourar. Rale os ovos cozidos e misture na farofa. Desligue o fogo, adicione a azeitona, as ervas e tempere a gosto. Sirva quente ou fria.

 

10/01/2019

AVE RARA

Carne de sabor peculiar e pronunciado, o filé de avestruz faz par perfeito com o molho de frutas vermelhas

Além de pouco comum, a carne de avestruz é saudável e rica em nutrientes. De coloração avermelhada e sabor que lembra o mignon bovino, mas remete também ao magret de pato, esta carne combina perfeitamente com o molho de vinho, preparado aqui com a geleia de frutas vermelhas. O resultado é um sabor surpreendente – e inesquecível.

Filé mignon de avestruz e molho de frutas vermelhas

(Rende 2 porções)

INGREDIENTES

1 colher (sopa) de manteiga

40 g de bacon picado

500 g de filé mignon de avestruz

Sal e pimenta-do-reino a gosto

½ xícara (chá) de vinho tinto

2 colheres (sopa) de geleia de frutas vermelhas

Frutas vermelhas frescas para decorar

PREPARO

Em uma frigideira, derreta a manteiga e doure o bacon. Retire o bacon e, na mesma frigideira, frite a carne até chegar no ponto desejado (cerca de 7 minutos para malpassado). Tempere com sal e pimenta e reserve envolta em papel-alumínio. Na mesma frigideira, despeje o vinho e mexa bem. Adicione a geleia e cozinhe até obter um molho espesso. Fatie a carne e sirva com o molho, com o bacon dourado e com as frutas vermelhas.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. Carnes para Celebrar. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg.

No Angeloni, você encontra tudo o que precisa para suas receitas. Compre pelo site ou visite uma de nossas lojas.

03/01/2019

Camadas de sabor

O filé ganha um toque diferenciado e um visual de dar água na boca com a crosta de ervas

A técnica empregada no preparo desta receita é simples e eficiente. A selagem prévia da carne preserva sua suculência, deixando para a crosta de ervas a função de aromatizar e embelezar o prato. As cebolas caramelizadas com vinho coroam as fatias do rosbife com brilho, sem contar no gostinho especial. Um prato que pode ser acompanhado por uma salada, compondo uma deliciosa entrada ou mesmo um prato principal.

Rosbife em crosta de ervas e cebolas caramelizadas com vinho

(Rende 6 porções)

PARA A CARNE
4 colheres (sopa) de azeite
1 kg de filé mignon inteiro e limpo
2 doses de conhaque
3 xícaras (chá) de farinha de rosca
1 xícara (chá) de parmesão ralado
2 colheres (sopa) de folhas de alecrim picadas
1 colher (sopa) de salsinha picada
2 colheres (sopa) de alho picado torrado
Sal a gosto

PARA AS CEBOLAS
300 g de minicebolas tipo pérola descascadas
1 colher (sopa) de manteiga
¼ de xícara (chá) de açúcar
½ xícara (chá) de vinho branco
Sal e pimenta a gosto

PREPARANDO O ROSBIFE
Em uma frigideira untada com azeite, doure todos os lados da carne em fogo alto. Despeje o conhaque e flambe. Quando acabar de queimar, desligue o fogo e reserve a carne na frigideira. Em uma tigela, junte a farinha, o parmesão, o alecrim, a salsinha, o alho e uma pitada de sal. Misture nesta farofa o líquido que sobrou na frigideira. Acomode a carne na assadeira e faça talhos superficiais ao longo da peça. Envolva a carne na crosta de ervas. Asse em forno preaquecido em temperatura alta (220 °C) por 15 a 20 minutos, dependendo da altura da peça e da preferência pelo ponto da carne, que deve ficar rosada no centro. Sirva com as cebolas.

PREPARANDO AS CEBOLAS
Coloque todos os ingredientes em uma frigideira e refogue em fogo alto até dourar e caramelizar. Ajuste o tempero e sirva com a carne.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. Carnes para Celebrar. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg.

No Angeloni, você encontra tudo o que precisa para suas receitas. Compre pelo site ou visite uma de nossas lojas.

Depois de um dia de sol, tudo o que você quer é uma sombrinha? Só falta complementar com um produto pós-sol, seja para hidratar, proteger e prolongar seu bronzeado ou para acalmar a pele depois da exposição. Com substâncias como aloe vera, que acalmam e refrescam eventuais vermelhidões e até queimaduras mais leves, eles deixam a pele muito mais macia. Confira nossa seleção e fique só com o melhor do sol!

1. GEL PÓS-SOL SOOTHING ALOE AUSTRALIAN GOLD

Com fórmula não oleosa, traz suavidade e alívio à pele

2. SUNDOWN PÓS-SOL
Com 95% de aloe vera, é altamente hidratante e pode ser usado em todo o corpo após o banho

1. CICAPLAST BAUME B5 LA ROCHE-POSAY

Tem ação calmante, previne assaduras e atua na hidratação de ressecamentos intensos

2. HIDRATANTE PÓS-SOL NIVEA SUN

De rápida absorção, refresca, acalma, hidrata e garante um bronzeado prolongado

1. CALAMED PÓS-SOL

É indicado para queimaduras de sol, alergias e outras dermatoses. Pode ser usado por adultos e crianças

2. EPIDRAT CALM MANTECORP

O hidratante calmante tem uma combinação de ativos específicos para peles sensíveis. Minimiza a vermelhidão

3. AEROSSOL CALAMED PÓS-SOL

Com fórmula não oleosa, traz suavidade e alívio à pele

 

Matéria publicada na revista Estar Bem Angeloni – Edição 45.

Nas Farmácias Angeloni, você encontra os mais diversos produtos para cuidar da sua pele durante o verão. Compre pelo site ou visite uma de nossas lojas.