19/10/2017

MIX DE TEXTURAS

Uma refeição que combina elementos tenros, crocantes e cremosos, tudo com muito sabor

Cogumelos são ótimas fontes de proteínas e, portanto, uma boa alternativa para as refeições sem carne. Além da textura macia e do seu aroma exótico, os cogumelos têm nuances de sabor muito próprias. Por isso, misturar dois ou três tipos resulta em pratos bonitos e com muito sabor. O purê de abóbora traz fibras e vitaminas, e o arroz de forno é uma opção para variar o arroz branco de todo dia.

 

Cogumelos picantes, arroz de forno e purê de abóbora

(rende 4 porções)

 

PARA OS COGUMELOS

200 g de cogumelos shiitake fatiados

200 g de champignon fatiado

¼ de xíc. (chá) de azeite de oliva

Sal marinho e pimenta-do-reino a gosto

1 colher (chá) de páprica defumada

½ xícara (chá) de tomilho

¼ de xíc. (chá) de vinho branco

 

PARA O ARROZ DE FORNO

1 e ½ xíc. (chá) de arroz branco

¼ de xíc. (chá) de azeite de oliva

2 col. (sopa) de manteiga sem sal

2 dentes de alho picados

1 alho-poró picado

1 folha de louro

1 cenoura ralada finamente

1 pimentão vermelho em cubos

1 xíc. (chá) de vagem picada em rodelas

 

PARA O PURÊ DE ABÓBORAS

2 col. (sopa) de azeite de oliva

2 dentes de alho picados

200 g de abóbora seca sem casca em cubos

200 g de abóbora jerimum sem casca em cubos

250 ml de creme de leite fresco

Sal marinho, pimenta-do-reino e noz-moscada a gosto

1 col. (sopa) de manteiga

¼ de xíc. (chá) de parmesão ralado fino

¼ de xíc. (chá) de salsinha picada

 

PREPARANDO OS COGUMELOS

Em um bowl, coloque todos os ingredientes e deixe marinando por 15 minutos. Em uma panela antiaderente, salteie os cogumelos até dourar. Reserve.

 

PREPARANDO O ARROZ

Coloque 3 xícaras de água para ferver. Lave o arroz em uma peneira e deixe drenando por alguns minutos. Em uma panela grande, refogue no azeite com a manteiga o alho, o alho-poró, o louro, a cenoura e o pimentão até dourar. Adicione o arroz, a vagem e o milho e tempere com sal, açafrão e pimenta. Despeje a água fervente e deixe cozinhar por 15 minutos com a tampa, ou até a água secar. Unte uma assadeira com um fio de azeite e coloque o arroz. Salpique a salsinha picada e o parmesão. Coloque no forno em temperatura baixa por cerca de 10 minutos, ou até gratinar o queijo.

 

PREPARANDO O PURÊ

Em uma panela, coloque o azeite e o alho picado e deixe dourar. Adicione as abóboras para cozinhar com 500 ml de água. Tampe e deixe até a abóbora ficar macia. Quando estiver macia, retire a tampa, adicione o creme de leite fresco e deixe cozinhando por mais 15 minutos. Aos poucos, vá amassando o purê e deixando o líquido evaporar. Tempere com sal, pimenta e nóz moscada. Finalize com manteiga, parmesão e salsinha. 1 milho verde Sal, açafrão-da-terra em pó e pimenta-do-reino a gosto Azeite para untar 2 col. (sopa) de salsinha picada ½ xíc. (chá) de queijo parmesão.

 

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – edição Me Leve com Você. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg.

No Angeloni, você encontra tudo o que precisa para suas receitas. Compre pelo site ou visite uma de nossas lojas.

13/10/2017

SABOR E SAÚDE

Uma opção vegetariana que une o sabor e o perfume da gostosa cozinha mediterrânea

Frescor é a palavra que define esta receita com ingredientes típicos da cozinha mediterrânea. O  cuscuz substitui com vantagens o arroz, a batata e as massas, além de ter um preparo extremamente simples e rápido. O segredo fica por conta das ervas e especiarias utilizadas. A receita aparece escoltada pela abóbora cabotiá, rica em fibras e vitaminas, além de ser um poderoso antioxidante. O molho de iogurte arremata com sua delicada acidez e vem aromatizado pela hortelã e pelo dill. Apesar de completo, esse prato também pode funcionar como acompanhamento de uma carne guisada.

 

Cuscuz marroquino com abóbora e molho de iogurte

(rende 2 porções)

 

INGREDIENTES

 

PARA O CUSCUZ

4 xíc. (chá) de chá

de hortelã quente

1 xíc. (chá) de cuscuz

½ xíc. (chá) de salsinha

½ xíc. (chá) de hortelã

½ xíc. (chá) de cebolinha

1 col. (café) de açafrão-da-terra em pó

Sal e pimenta-do-reino a gosto

¼ de xíc. (chá) de azeite de oliva

1 cebola roxa picada

1 cenoura ralada

¼ de xíc. (chá) de amêndoas picadas

 

PARA A ABÓBORA

¼ de xíc. (chá) de azeite

1 dente de alho picado

Sal e pimenta-do-reino a gosto

200 g de abóbora cabotiá cortada em fatias

 

PARA O MOLHO

¼ de xíc. (chá) de iogurte natural (ou coalhada seca)

½ xíc. (chá) de azeite

1 col. (sopa) de hortelã picada

½ col. (sopa) de dill picado

1 col. (sopa) de cebola roxa ralada

2 col. (sopa) de pepino em cubos sem semente

Sal e pimenta-do-reino a gosto

 

PREPARANDO O CUSCUZ

Ferva o chá e despeje sobre o cuscuz em um bowl. Deixe hidratar por alguns minutos. Quando estiver macio, tempere com as ervas (salsinha, hortelã e cebolinha), o açafrão, o sal e a pimenta. Reserve. Em uma panela, coloque o azeite e refogue a cebola e a cenoura até dourar. Adicione o refogado no cuscuz e finalize com as amêndoas.

 

PREPARANDO A ABÓBORA

Em um bowl coloque o azeite, o alho, o sal e a pimenta. Pincele as fatias de abóbora com a mistura e grelhe dos dois lados em um grill ou na chapa até dourar. Reserve.

 

PREPARANDO O MOLHO

Em um bowl, misture todos os ingredientes e tempere. Mantenha na geladeira até servir.

 

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – edição Me Leve com Você. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg.

 No Angeloni, você encontra tudo o que precisa para suas receitas. Compre pelo site ou visite uma de nossas lojas.

Os bolos no potinho fazem o maior sucesso. Decorando a mesa ou distribuídos como lembrancinhas, garantem a alegria da festa 

Hoje vai ter bolo especial para festejar o Dia das Crianças em grande estilo! Além do apelo tentador de suas sedutoras camadas de chocolate, o bolo no pote surpreende pelo  contraste da massa leve com a cremosidade do brigadeiro de colher e o crocante do praliné de castanha de caju. É importante não pressionar demais as camadas durante a montagem nem exagerar nas quantidades para permitir uma colherada gulosa, com todos os ingredientes.

A chef Carole Crema, que assina a receita, dá uma sugestão para servir o bolo: “Aqueça o potinho e sirva com uma bola de sorvete por cima. Fica muito gostoso”. Carole também indica algumas trocas: para crianças, o crocante pode ser substituído por granulado comum. Se for para adultos, use cacau puro no brigadeiro. Na montagem, abuse da imaginação: taças e copos também são ótimos recipientes.

 

Bolo praliné no pote
(rende 8 potinhos )

 

Ingredientes

Para o bolo

200 g de manteiga

220 g de açúcar refinado

3 ovos

110 g de chocolate em pó

180 g de farinha de trigo

1 pitada de sal

200 ml de leite

1 colher (chá) de

essência de baunilha

1 colher (sopa) de fermento em pó

 

Para o brigadeiro de colher

400 g de leite condensado

3 colheres (sopa) de chocolate em pó

1 colher (sopa) de manteiga

3 colheres (sopa) de creme de leite

 

Para o crocante

200 g de açúcar

50 g de castanha de caju sem sal

 

Preparando o bolo

Bata a manteiga com o açúcar até ficar cremoso. Junte os ovos, um a um, mexendo. Ainda na batedeira, acrescente os demais ingredientes, alternando secos e líquidos. Ao final, incorpore o fermento. Coloque a mistura em uma forma retangular (20×30 cm) untada e leve para assar em forno preaquecido a 190 oC até que a massa esteja levemente dourada. Quando o bolo estiver frio, corte discos no diâmetro do pote com um cortador e reserve.

 

Preparando o brigadeiro de colher

Coloque todos os ingredientes, exceto o creme de leite, na panela e cozinhe mexendo até desgrudar do fundo. Quando atingir o ponto, desligue o fogo, adicione o creme de leite e mexa vigorosamente até quase esfriar. Reserve.

 

Preparando o crocante

Coloque o açúcar em uma panela e cozinhe até o ponto de caramelo, não deixe escurecer demais. Quando atingir a cor, junte as castanhas trituradas e misture bem. Despeje o caramelo em uma assadeira untada com óleo ou manteiga e espere esfriar. Corte e quebre em pedacinhos. Reserve.

 

Montagem

No pote, coloque em camadas bolo, brigadeiro e crocante e alterne até a superfície. Finalize com o crocante.

 

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – edição Irresistível Chocolate. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Janaina Resende / texto: Marcelo Katsuki. 

No Angeloni, você encontra tudo o que precisa para suas receitas. Compre pelo site ou visite uma de nossas lojas.

Um hambúrguer com carne de cordeiro, acompanhado de tabule e pão sírio, é tão saboroso quanto a versão clássica –e muito mais saudável

O hambúrguer é o sanduíche do momento, e nesta versão ele foi recriado para facilitar o seu transporte e consumo. Saem maionese, mostarda e ketchup e entra um refrescante tabule de cevadinha com tomate, pepino, hortelã e dill. Combinação mais que perfeita para acompanhar a carne de cordeiro, moída e temperada com pimenta síria. Envolvendo tudo, pães sírios redondos, que dão a sustentação perfeita para o recheio

 

Hambúrguer de cordeiro com tabule de cevadinha

(rende 4 porções)

 

PARA O TABULE DE CEVADINHA

¼ de xíc. (chá) de azeite de oliva

Suco e raspas de 2 limões-sicilianos

2 col. (sopa) de hortelã picadinha

2 col. (sopa) de dill

2 col. (sopa) de melaço de romã

1 maçã vermelha cortada em cubos

1 cebola roxa cortada em cubos

Sal e pimenta síria a gosto

1 e ½ xíc. (chá) de cevadinha

200 g de tomates tipo sweet grape cortados ao meio

2 pepinos japoneses cortados em cubos

 PARA O HAMBÚRGUER

700 g de paleta de cordeiro, sem osso, moída

1 cebola branca picada

1 dente de alho picado

1 xíc. (chá) de hortelã picada a gosto

Sal e pimenta síria a gosto

¼ de xíc. (chá) de azeite de oliva + um pouco para untar

PREPARANDO O TABULE DE CEVADINHA

Em um bowl, coloque o azeite, o limão-siciliano, as ervas frescas (hortelã e dill), o melaço de romã, a maçã, a cebola roxa, o sal e a pimenta. Misture e reserve. Cozinhe a cevadinha em água salgada até amolecer. Escorra e reserve. Misture a cevadinha com os tomates, com o pepino e com o molho. Deixe na geladeira até servir.

 PREPARANDO O HAMBÚRGUER

Em um bowl, coloque todos os ingredientes e misture. Divida em 4 porções e modele no formato de hambúrgueres. Aqueça bem uma frigideira, unte com azeite e grelhe dos dois lados, até o ponto de sua preferência

 DICA:

Caso não encontre a pimenta síria, substitua por canela em pó e uma pitada de noz-moscada, que trazem o aroma típico dessa especiaria

 

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – edição Me Leve com Você. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg.

No Angeloni, você encontra tudo o que precisa para suas receitas. Compre pelo site ou visite uma de nossas lojas.

Tem coisa mais saborosa do que comer uma salada colorida e fresquinha preparada com seus ingredientes favoritos?

 

Tendência que virou hit gastronômico, as saladas no pote oferecem diversas vantagens na hora de preparar uma refeição para levar: elas podem ser preparadas com antecedência; o pote de vidro impede o vazamento do molho –e é livre de Bisfenol A, substância nociva à saúde e presente em alguns plásticos. Sem contar que o pote de vidro é reutilizá- vel. Agora é com você, brinque com os ingredientes, crie camadas com sabores e texturas contrastantes e você terá sempre refeições divertidas e inspiradoras.

Salada no pote com molho rosé

(Rende 2 porções)

PARA O MOLHO ROSÉ

1⁄4 de xíc. (chá) de azeite de oliva

2 col. (sopa) de iogurte

Tomilho, sal marinho e pimenta-do-reino a gosto

1 col. (café) de páprica

1 dente de alho picado

1 col. (sopa) de mostarda 2 col. (sopa) de ketchup

PARA A SALADA

1 pepino em cubos pequenos

1 xíc. (chá) de grão-de-bico cozido 1⁄2 xíc. (chá) de trigo cozido

1⁄2 xíc. (chá) de cevadinha cozida 1⁄2 xíc. (chá) de lentilha cozida

1 xíc. (chá) de repolho roxo

1 maço de rúcula baby

1 xíc. (chá) de tomates-cereja

1⁄2 xíc. (chá) de castanha-do-pará

PREPARANDO O MOLHO ROSÉ

Bata todos os ingredientes no liquidificador até obter um molho cremoso. Reserve.

MONTAGEM

Em um pote, coloque o molho, o pepino, os grãos, as folhas e finalize com o tomate e as castanhas. Depois de lavadas, as folhas devem ser bem secas, de preferência uma a uma, utilizando um papel toalha. Isso vai ajudar a preservar ainda mais o seu frescor

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – edição Me Leve com Você. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg.

 No Angeloni, você encontra tudo o que precisa para suas receitas. Compre pelo site ou visite uma de nossas lojas.

 

Página 1 de 11712345102030...Última »