O pilaf é um prato especialíssimo proveniente do Oriente Médio. Nesta receita, o arroz basmati é cozido com diversas especiarias, como canela, anis-estrelado, cominho e louro. Seu preparo também tem o diferencial de ser feito no forno, o que é possível graças à característica deste grão, que absorve o líquido do cozimento sem empapar. Um refogado de frutos secos com amêndoas e pistaches tostados na manteiga dá mais complexidade, além de uma irresistível camada de cebola fritinha que decora o prato.

INGREDIENTES

1 xícara (chá) de arroz basmati

½ xícara (chá) de lentilha seca

800 ml de caldo de legumes

2 dentes de alho picados

2 canelas em pau

2 anis-estrelados

1 colher (chá) de cominho em grãos

3 folhas de louro

2 colheres (sopa) de manteiga

½ xícara (chá) de amêndoas

½ xícara (chá) de pistache sem casca

½ xícara (chá) de figo seco

½ xícara (chá) de tâmaras sem caroço

Óleo vegetal para fritar

2 cebolas grandes fatiadas

Sal e pimenta-do-reino a gosto

Preparo

Em uma travessa ou panela funda que possa ir ao forno, coloque o arroz, a lentilha, o caldo, o alho, a canela, o anis, o cominho e o louro. Mexa bem, cubra com papel-alumínio e leve ao forno preaquecido em temperatura média (180 °C). Asse por 20 minutos. Enquanto o arroz assa, refogue na manteiga as amêndoas, o pistache e as frutas secas. Mexa por 2 minutos e reserve. Em óleo quente, frite a cebola fatiada até dourar e deixe escorrer em papel toalha. Retire o arroz do forno e acrescente o refogado de frutas secas. Misture bem e ajuste o sal e a pimenta. Sirva coberto com as cebolas fritas.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. O Trivial que Surpreende. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg

Quem disse que não é possível fazer uma sobremesa com cerveja? Esta deliciosa torta com recheio de bananas é finalizada com um caramelo feito com a cerveja Sticky Toffee Pudding. Esta cerveja artesanal tem coloração escura e aromas doces de torta de caramelo e biscoito, como a tradicional sobremesa inglesa, mas sem ser excessivamente doce. Uma combinação sublime e que vai ser difícil recusar.

INGREDIENTES

PARA A TORTA

¾ de xícara (chá) de farinha com fermento

2 colheres (sopa) de manteiga com sal

½ xícara (chá) de açúcar mascavo

2 ovos

1 xícara (chá) de leite integral

1 colher (chá) de canela em pó

Manteiga e farinha para untar a forma 4 bananas

PARA O CARAMELO DE CERVEJA

1 colher (sopa) de mel

1 xícara (chá) de açúcar mascavo

1 xícara (chá) de cerveja Sticky Toffee Pudding

PREPARO

PREPARANDO A TORTA

Em uma tigela, misture a farinha, a manteiga e o açúcar. Mexa com os dedos formando uma farofa. Reserve. Bata os ovos com o leite e a canela. Unte uma forma de torta com manteiga e farinha. Forre a forma com metade da farofa. Adicione, com cuidado, metade da mistura líquida. Distribua o restante da farofa e o restante do líquido. Acomode as bananas cortadas em metades sobre a torta. Asse em forno preaquecido em temperatura média (200 °C) por cerca de 40 minutos, ou até a massa crescer e dourar. Sirva com a calda de caramelo.

PREPARANDO O CARAMELO

Coloque os ingredientes em uma panela e cozinhe em fogo baixo, mexendo sempre, até espessar. Deixe esfriar antes de servir.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. Nobreza nos detalhes. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg

A Belgian Strong Ale tem aroma de frutas secas e notas de especiarias, com um paladar levemente picante, perfeita para compor o molho do cozimento da carne, que tem sabor forte. Os dadinhos de tapioca, clássico petisco dos bares, funcionam como base para o canapé, no qual a rabada faz a cobertura. Duas delícias que sozinhas já fazem o maior sucesso e que, juntas, vão surpreender pela combinação marcante.

INGREDIENTES

PARA A RABADA

1 kg de rabada bovina limpa

Sal a gosto

Pimenta-do-reino branca

moída na hora a gosto

4 colheres (sopa) de azeite

1 cebola grande picada

3 folhas de louro

10 cravos-da-índia

4 dentes de alho

1 lata de tomate pelado

400 ml de cerveja tipo

Belgian Strong Ale (ou Red Ale)

Salsinha picada a gosto

PARA O DADINHO DE TAPIOCA

400 ml de leite

100 ml de cerveja tipo Belgian Strong

Ale (ou Red Ale)

250 g de tapioca em flocos

250 g de queijo minas padrão ralado

Sal e pimenta-do-reino a gosto

Óleo para fritar

PREPARO

PREPARANDO A RABADA

Tempere a carne com sal e pimenta, coloque na panela de pressão destampada e doure os pedaços em azeite no fogo alto. Quando estiverem dourados, escorra o excesso de gordura e adicione a cebola, o louro, os cravos, o alho, o tomate e a cerveja. Feche a panela e cozinhe na pressão por 45 minutos. Desligue e aguarde a panela perder a pressão. Abra a panela, desfie a carne e retorne-a ao molho. Verifique a consistência. Se necessário, ajuste com mais caldo ou deixe no fogo mais tempo, para engrossar. Ajuste o sal e a pimenta, salpique a salsinha e sirva com os dadinhos de tapioca.

PREPARANDO O DADINHO

Ferva o leite e a cerveja. Junte a tapioca e mexa até homogeneizar. Acrescente o queijo e tempere com sal. Retorne ao fogo para o queijo derreter. Distribua a mistura em uma forma forrada com filme plástico e deixe em geladeira até firmar. Corte em cubos e frite em óleo quente até dourar. Sirva com a rabada.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. Nobreza nos detalhes. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg

INGREDIENTES

2 avocados maduros em cubos

2 tomates sem sementes em cubos pequenos

½ limão espremido

½ cebola roxa picada em cubos pequenos

1 dente de alho picado

1 pimenta dedo-de-moça sem semente picada

¼ de xícara (chá) de azeite de oliva

3 colheres (sopa) de salsinha e coentro picado

Pimenta jalapeño em conserva a gosto

Nachos para servir

Preparo

Em um bowl, misture todos os ingredientes (exceto o jalapeño) com cuidado para não desmanchar o avocado completamente. Decore com o jalapeño e sirva com nachos.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. 41 – Nobreza nos detalhes. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Renan Calderoto/ Culinarista: Tatu Damberg

Uma receita especial. A carne recebe o molho de especiarias preparado com pimenta-da-jamaica, canela em pau, cravo-da-índia, mostarda, louro e noz-moscada. Seu preparo na panela de pressão, com vinho tinto e caldo de carne, dá uma consistência macia e sabor intenso. Para acompanhar essa sinfonia de aromas e sabores, um reconfortante purê de couve-flor cheio de cremosidade.

PARA A COSTELA

4 colheres (sopa) de azeite

1 kg de costela de boi

em pedaços pequenos

3 dentes de alho

2 xícaras (chá) de caldo de carne

1 xícara (chá) de vinho tinto seco

1 colher (chá) de pimenta-da-jamaica

1 colher (chá) de pimenta-do-reino branca

3 paus de canela

1 colher (chá) de cravos-da-índia

4 folhas de louro frescas

3 colheres (chá) de sementes de mostarda

Noz-moscada e sal a gosto

PARA O PURÊ DE COUVE-FLOR

1 couve-flor

2 paus de canela

3 xícaras (chá) de leite desnatado

Sal a gosto

PREPARANDO A COSTELA

Aqueça o azeite na panela de pressão e doure nele a costela e o alho. Acrescente o restante dos ingredientes, tampe e cozinhe na pressão por 30 minutos. Desligue o fogo e deixe a panela perder a pressão. Abra a panela e ferva até o molho ficar espesso. Ajuste o sal, se necessário, e sirva com o purê.

PREPARANDO O PURÊ

Corte a couve-flor em pedaços pequenos e cozinhe com a canela no leite até ficar macia. Mantenha o fogo baixo e mexa de vez em quando para não transbordar. Retire a canela e bata a couve-flor no processador de alimentos, adicionando o leite aos poucos até obter a textura desejada. Ajuste o sal e sirva.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. Nobreza nos detalhes. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg

Página 1 de 13012345102030...Última »