28/11/2011

DE BEM COM A VIDA.

Aos 59 anos, Bruna Lombardi, uma das atrizes mais requisitadas nas décadas de 80 e 90, diz como foi “trocar” a carreira de atriz pela de roteirista de cinema. Afastada da televisão há alguns anos, ela não descarta a possibilidade de retornar. Durante a entrevista à Estar Bem, Bruna conta como manter um relacionamento feliz e duradouro, já que o seu casamento com o diretor Carlos Alberto Riccelli, dura mais de três décadas. Considerada referência de beleza, ela garante que nunca fez cirurgia plástica, apenas mantém cuidados básicos com a pele e uma alimentação saudável. Confira, a seguir, trechos da entrevista, feita pela repórter Beatriz Salles:

E.B.: Você tem planos de voltar à TV?

B.L.: A televisão conta com excelentes possibilidades. Tenho orgulho dos trabalhos que fiz, o problema é a agenda. O Brasil tem excelentes autores, roteiristas, mas é preciso conciliar, estar disponível. Adoro televisão.

Estar Bem: Você é um exemplo de beleza, mesmo depois dos 50 anos. Tem algum truque especial?

Bruna Lombardi: Como trabalho usando sempre maquiagem, procuro tirá-la depois. E evito usar quando não estou trabalhando. Além disso, tenho o hábito de fazer limpeza de pele e as unhas. Tenho cuidados básicos, nada de muito exagero. Fazer o que a gente gosta também ajuda.

E.B.: Já realizou alguma cirurgia plástica?

B.L.: Não, mas não tenho nada contra quem faz. Se um dia achar que existe a necessidade, posso vir a fazer. Acho válido desde que não exista exagero, extrapolação.

E.B: E quais os cuidados com a alimentação?

B.L.: Sempre opto por alimentos naturais, procuro escolher alimentos orgânicos. Tenho uma alimentação bem saudável desde jovem. Ah, e o contato com a natureza, que faz com que eu me sinta bem.

E.B.: Você e Riccelli formam um dos casais mais admirados do meio artístico, tanto pela união estável quanto pela discrição. Qual é o segredo?

B.L.: Nós nos respeitamos, nos completamos. Acho que o principal é que tem de haver confiança mútua, confiança no parceiro.

 

Deixe seu comentário