O arroz marroquino oferece uma amostra dos aromas e sabores daquele país ao unir ervas e especiarias como a hortelã, a canela, o cravo-da-índia e a pimenta síria, muito utilizadas na cozinha local. O arroz integral traz nova textura ao prato, além de valorizar seu aspecto nutricional pelas fibras e vitaminas contidas em seus grãos. Finalizam esta delícia amêndoas laminadas e pinolis tostados, que embelezam o conjunto e conferem crocância.

Dica: o arroz integral não deve ser refogado. Ao contrário do arroz branco, que precisa ser selado, o arroz integral já possui uma casca. Refogá-lo prolonga seu tempo de cozimento

INGREDIENTES

PARA O ARROZ

1 peito de frango

3 xícaras (chá) de água

1 cebola roxa grande picada

4 dentes de alho picados

1 canela em pau

5 cravos-da-índia

1 maço de hortelã (só as folhas)

1 xícara (chá) de arroz integral

2 colheres (sopa) de

óleo de gergelim torrado

1 colher (sopa) de pimenta síria

Sal a gosto

½ xícara (chá) de amêndoas laminadas

2 colheres (sopa) de pinoli

Coalhada seca e pão

sírio tostado para servir

Azeite de oliva extravirgem para servir

PARA AS CEBOLAS CARAMELIZADAS

3 cebolas grandes cortadas em fatias uniformes

1 colher (sopa) de manteiga

¼ de xícara (chá) de açúcar

Sal e pimenta a gosto

PREPARO

PREPARANDO O ARROZ

Em uma panela grande, coloque o peito de frango, a água, a cebola, o alho, a canela, o cravo e metade das folhas de hortelã. Cozinhe em panela tampada por cerca de 20 minutos ou até o frango estar completamente cozido. Retire o frango da panela e deixe esfriar. Retire as folhas de hortelã da panela com uma escumadeira. Despeje o arroz na panela e cozinhe até ficar macio. Se precisar, coloque um pouco mais de água. Enquanto isso, desfie o frango. Quando o arroz estiver pronto, acrescente o frango desfiado, o óleo de gergelim, a pimenta síria e sal a gosto. Doure as amêndoas e pinolis em uma frigideira seca. Salpique sobre o arroz juntamente com a cebola caramelizada. Sirva com coalhada, pão sírio torrado e o restante das folhas de hortelã. Regue com azeite logo antes de servir.

PREPARANDO AS CEBOLAS

Coloque todos os ingredientes em uma frigideira e refogue em fogo alto até dourar e caramelizar. Ajuste o tempero e sirva sobre o arroz.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. O Trivial que Surpreende. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg

Um prato com massa caseira oferece sempre um sabor especial à receita. E um macarrão feito com farinha de grão-de-bico pode surpreender ainda mais com sua maciez, cor amarelada e textura fina – sem falar do gostoso sabor amendoado. Além de muito nutritiva, a farinha de grão-de-bico apresenta baixo índice glicêmico e não contém glúten. Completa a receita um aromático molho pesto, que confere cor e seu característico sabor de manjericão com nozes.

Dica: para obter um pesto mais verdinho, escalde o manjericão em água quente rapidamente e transfira para um recipiente com água gelada em seguida

 INGREDIENTES

PARA A MASSA

2 xícaras (chá) de farinha de grão-de-bico

3 ovos

1 colher (sopa) de azeite de oliva

Sal a gosto

Água o quanto baste

PARA O PESTO

2 xícaras (chá) de manjericão fresco

½ xícara (chá) de nozes

1 xícara (chá) de parmesão ralado

1 dente de alho

1 e ½ xícara (chá) de azeite de oliva

Sal e pimenta-do-reino a gosto

PREPARANDO A MASSA

Misture a farinha, os ovos, o azeite e o sal. Sove e, aos poucos, acrescente água até a massa ficar macia e homogênea. Deixe descansar por 30 minutos. Abra a massa com a ajuda de um

rolo ou de máquina para macarrão. Faça tiras largas de massa com cerca de 0,5 mm de espessura. Corte a massa em tiras finas e deixe secar pendurada até a hora de usar. Cozinhe em água fervente por 3 minutos antes de servir.

PREPARANDO O PESTO

Bata todos os ingredientes em um processador ou liquidificador até obter um molho rústico: cremoso, mas ainda com pedaços pequenos dos ingredientes.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. O Trivial que Surpreende. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg

O pilaf é um prato especialíssimo proveniente do Oriente Médio. Nesta receita, o arroz basmati é cozido com diversas especiarias, como canela, anis-estrelado, cominho e louro. Seu preparo também tem o diferencial de ser feito no forno, o que é possível graças à característica deste grão, que absorve o líquido do cozimento sem empapar. Um refogado de frutos secos com amêndoas e pistaches tostados na manteiga dá mais complexidade, além de uma irresistível camada de cebola fritinha que decora o prato.

INGREDIENTES

1 xícara (chá) de arroz basmati

½ xícara (chá) de lentilha seca

800 ml de caldo de legumes

2 dentes de alho picados

2 canelas em pau

2 anis-estrelados

1 colher (chá) de cominho em grãos

3 folhas de louro

2 colheres (sopa) de manteiga

½ xícara (chá) de amêndoas

½ xícara (chá) de pistache sem casca

½ xícara (chá) de figo seco

½ xícara (chá) de tâmaras sem caroço

Óleo vegetal para fritar

2 cebolas grandes fatiadas

Sal e pimenta-do-reino a gosto

Preparo

Em uma travessa ou panela funda que possa ir ao forno, coloque o arroz, a lentilha, o caldo, o alho, a canela, o anis, o cominho e o louro. Mexa bem, cubra com papel-alumínio e leve ao forno preaquecido em temperatura média (180 °C). Asse por 20 minutos. Enquanto o arroz assa, refogue na manteiga as amêndoas, o pistache e as frutas secas. Mexa por 2 minutos e reserve. Em óleo quente, frite a cebola fatiada até dourar e deixe escorrer em papel toalha. Retire o arroz do forno e acrescente o refogado de frutas secas. Misture bem e ajuste o sal e a pimenta. Sirva coberto com as cebolas fritas.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. O Trivial que Surpreende. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg

Quem disse que não é possível fazer uma sobremesa com cerveja? Esta deliciosa torta com recheio de bananas é finalizada com um caramelo feito com a cerveja Sticky Toffee Pudding. Esta cerveja artesanal tem coloração escura e aromas doces de torta de caramelo e biscoito, como a tradicional sobremesa inglesa, mas sem ser excessivamente doce. Uma combinação sublime e que vai ser difícil recusar.

INGREDIENTES

PARA A TORTA

¾ de xícara (chá) de farinha com fermento

2 colheres (sopa) de manteiga com sal

½ xícara (chá) de açúcar mascavo

2 ovos

1 xícara (chá) de leite integral

1 colher (chá) de canela em pó

Manteiga e farinha para untar a forma 4 bananas

PARA O CARAMELO DE CERVEJA

1 colher (sopa) de mel

1 xícara (chá) de açúcar mascavo

1 xícara (chá) de cerveja Sticky Toffee Pudding

PREPARO

PREPARANDO A TORTA

Em uma tigela, misture a farinha, a manteiga e o açúcar. Mexa com os dedos formando uma farofa. Reserve. Bata os ovos com o leite e a canela. Unte uma forma de torta com manteiga e farinha. Forre a forma com metade da farofa. Adicione, com cuidado, metade da mistura líquida. Distribua o restante da farofa e o restante do líquido. Acomode as bananas cortadas em metades sobre a torta. Asse em forno preaquecido em temperatura média (200 °C) por cerca de 40 minutos, ou até a massa crescer e dourar. Sirva com a calda de caramelo.

PREPARANDO O CARAMELO

Coloque os ingredientes em uma panela e cozinhe em fogo baixo, mexendo sempre, até espessar. Deixe esfriar antes de servir.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. Nobreza nos detalhes. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg

A Belgian Strong Ale tem aroma de frutas secas e notas de especiarias, com um paladar levemente picante, perfeita para compor o molho do cozimento da carne, que tem sabor forte. Os dadinhos de tapioca, clássico petisco dos bares, funcionam como base para o canapé, no qual a rabada faz a cobertura. Duas delícias que sozinhas já fazem o maior sucesso e que, juntas, vão surpreender pela combinação marcante.

INGREDIENTES

PARA A RABADA

1 kg de rabada bovina limpa

Sal a gosto

Pimenta-do-reino branca

moída na hora a gosto

4 colheres (sopa) de azeite

1 cebola grande picada

3 folhas de louro

10 cravos-da-índia

4 dentes de alho

1 lata de tomate pelado

400 ml de cerveja tipo

Belgian Strong Ale (ou Red Ale)

Salsinha picada a gosto

PARA O DADINHO DE TAPIOCA

400 ml de leite

100 ml de cerveja tipo Belgian Strong

Ale (ou Red Ale)

250 g de tapioca em flocos

250 g de queijo minas padrão ralado

Sal e pimenta-do-reino a gosto

Óleo para fritar

PREPARO

PREPARANDO A RABADA

Tempere a carne com sal e pimenta, coloque na panela de pressão destampada e doure os pedaços em azeite no fogo alto. Quando estiverem dourados, escorra o excesso de gordura e adicione a cebola, o louro, os cravos, o alho, o tomate e a cerveja. Feche a panela e cozinhe na pressão por 45 minutos. Desligue e aguarde a panela perder a pressão. Abra a panela, desfie a carne e retorne-a ao molho. Verifique a consistência. Se necessário, ajuste com mais caldo ou deixe no fogo mais tempo, para engrossar. Ajuste o sal e a pimenta, salpique a salsinha e sirva com os dadinhos de tapioca.

PREPARANDO O DADINHO

Ferva o leite e a cerveja. Junte a tapioca e mexa até homogeneizar. Acrescente o queijo e tempere com sal. Retorne ao fogo para o queijo derreter. Distribua a mistura em uma forma forrada com filme plástico e deixe em geladeira até firmar. Corte em cubos e frite em óleo quente até dourar. Sirva com a rabada.

Receita publicada na revista Gastronomia Angeloni – ed. Nobreza nos detalhes. Fotos: Rogério Voltan/ Produção: Camile Comandini/ Culinarista: Tatu Damberg

Página 5 de 311« Primeira...34567102030...Última »