Veja receitas para incrementar as mais diversas receitas como carnes, saladas, peixes e massas

De repente você se vê às voltas com uma visita para o jantar, sem muito tempo para preparar aquele prato elaborado. Não se desespere: carnes, peixes, massas e saladas mais simples ganham novos sabores e muita sofisticação com o molho certo.

E o melhor, são todos rápidos e fáceis de fazer. Se possível, vale até congelar em pequenas porções para não ter dor de cabeça nesses dias de emergências na cozinha. Confira abaixo as receitas:

 

SUGO

(para massas em geral e carnes com queijo)*

Ingredientes

15 tomates italianos maduros cortados ao meio sem semente

1 cebola pequena

3 dentes de alho grandes

1 colher (chá) de orégano seco

1 colher (sopa) de açúcar

1 colher (chá) de sal

Pimenta-do-reino a gosto

1 colher (sopa) de óleo

Preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador e despeje em uma panela. Leve a mistura ao fogo médio e deixe ferver até que toda a espuma da superfície desapareça e o molho engrosse. Ele vai gradualmente reduzindo e ficando mais vermelho. No final, você pode corrigir o sal e acrescentar pimenta.

 

BARBECUE

(para carnes, especialmente churrasco e assados, porco e frango)*

Ingredientes

1 alho batido

1 cebola pequena picada

1 colher (sopa) de óleo de linhaça

¼ de xícara (chá) de vinagre

3 colheres (sobremesa) de molho inglês

1 colher (sobremesa) de suco de limão

¼ de xícara (chá) de catchup

1 colher (sopa) de açúcar mascavo

3 colheres (sobremesa) de páprica doce

1 cravo-da-índia

Preparo

Refogue o alho e a cebola no óleo de linhaça. Adicione os demais ingredientes e deixe no fogo por cerca de 20 minutos ou até o molho encorpar.

 

PESTO

(para servir com carnes, peixes ou como molho do macarrão*)

Ingredientes

4 dentes de alho

3 colheres (chá) de pinoli

1 colher (chá) de sal

1 xícara (chá) de manjericão fresco

100 g de queijo pecorino ou de parmesão ralado

1⁄2 xícara (chá) de azeite Pimenta-do-reino a gosto

Preparo

Descasque os dentes de alho. Passe pelo espremedor e coloque essa pasta em uma tigela. Acrescente o sal e misture. Reserve. À parte, triture os pinolis no processador ou com um pilão. Acrescente o pinoli triturado à mistura de sal e alho. Pegue as folhas de manjericão lavadas e secas e corte em fatias bem fininhas. Coloque as folhas picadas na tigela com os demais ingredientes e misture. Para finalizar, junte o queijo ralado e o azeite e misture até ficar uma mistura bem homogênea. Tempere com pimenta-do-reino a gosto.

VINAGRETE

(o molho perfeito para o churrasco e carnes grelhadas)

Ingredientes

2 tomates picados

1 cebola grande

1/2 pimentão-verde

½ pimentão vermelho

1/2 xícara de cheiro-verde

1/2 xícara (chá) de vinagre

Sal a gosto

1 xícara (chá) de azeite

1 pitada de noz-moscada

Preparo

Corte o tomate, a cebolo e o pimentão em cubinhos, e o cheiro-verde bem fininho. Coloque-os em uma travessa e acrescente o vinagre. Mexa tudo, acerte o sal, e acrescente o azeite. Finalize com uma pitada de noz-moscada. Tampe e deixe descansar.

 

BRANCO

(ideal para massas, mas também é opção pratos gratinados, como peixes)*

Ingredientes

2 colheres (sopa) de manteiga

2 dentes de alho picados

2 xícaras de leite

2 colheres (sopa) de farinha de trigo

1 tablete de caldo de carne

Preparo

Coloque a manteiga em uma frigideira. Deixe derreter e doure o alho. Dissolva a farinha em 1 xícara de leite e junte à panela. Coloque o restante do leite, o caldo de legumes e mexa até formar um creme.

* Receitas da revista Gastronomia Angeloni. Todas as edições estão disponíveis no nosso app para tablet, em versões para iOs  e Android

No Angeloni você encontra todos os ingredientes para fazer molhos especiais. Visite nossas lojas ou compre pelo site.

Veja bebidas típicas de alguns países e se inspire para reunir a turma 

Que a bebida típica do Brasil é a cachaça você certamente já sabe, mas e na Grécia? Em Cuba? Na Rússia?

Cada país tem sua bebida típica e, para inspirar e tornar ainda mais divertida a reunião com os amigos no fim de semana, o blog traz hoje algumas delas com suas respectivas origens.

Depois, é só abastecer o bar e começar a degustação. Confira:

Grappa/Itália – foi criada na Idade Média e é feita com a destilação de restos do bagaço da uva

Rum/Cuba – à base de rum branco, 0 mojito ficou mundialmente conhecido como o drinque preferido do escritor Ernest Hemingway

Vodca/Rússia – tanto russos quanto poloneses reivindicam sua criação, há mais de 800 anos. Inicialmente era feita a partir da batata, hoje leva també outros cereais

Tequila/México – nascida na região mexicana de mesmo nome, é extraída do agave-azul. No passado, acreditava-se que ela tinha poderes curativos

Ouzo/Grécia – criado no século 14, leva álcool e anis. Em alguns países da Europa é ingrediente de drinques. Na Grécia, é comum saboreá-lo com gelo

Gim/Inglaterra – à base de cereais, tem que obrigatoriamente levar zimbro em sua composição para ser autêntico

Cerveja/Alemanha – alguns estudiosos acreditam que ela foi descoberta acidentalmente, após um processo equivocado de fermentação, por volta de 7000 a.C.

Saquê/Japão – tem como base o arroz e leva também glicose e álcool puro. No Japão é possível encontrar uma infinidade de tipos, por conta dos vários produtores

Aquavit/Escandinávia – parente da vodca, também é extraída da batata e costuma ser servida gelada

No Angeloni você encontra uma grande variedade de bebidas. Visite nossas lojas ou compre pelo site.

Mercado de bebidas especiais cresce a todo vapor no Brasil; veja sugestões de rótulos

 

Assim como aconteceu com o vinho nos anos 1980, o Brasil vive hoje um “boom” das cervejas artesanais. Se no início da década não chegavam a 100 o número de microcervejarias no país, estima-se que hoje já sejam mais de 250. Cada vez mais no gosto dos brasileiros, as cervejarias artesanais vêm se multiplicando de Norte a Sul do país e algumas já conseguem produzir a bebida com o mesmo padrão de qualidade das cervejarias europeias –tradicionalmente conhecidas como as melhores do mundo. O que vem rendendo prêmios importantes do ramo ao Brasil.

A Barco é uma dessas “novidades” nacionais. De Porto Alegre, a cervejaria tem como principal característica lançar bebidas diferenciadas _ misturas inovadoras. Uma delas é a hot lager Barco, uma premium lager com pimenta calabresa. Aliás, uma forte marca das cervejas artesanais costuma ser a adição de ingredientes como frutas, pimentas e temperos, entre outros.

Com características marcantes, elas acabam se tornando a companhia perfeita também para um jantar especial –afinal, quem disse que cerveja é apenas bebida de boteco? O Angeloni tem uma seleção especial de rótulos artesanais.

Confira algumas sugestões e saiba mais sobre elas:

Dado Bier IPA- tem três lúpulos diferentes, e o maracujá se destaca, apesar de o amargor ser relativamente elevado. Vai bem com embutidos e pratos apimentados

Coruja Otus Lager – o sabor vai do adocicado ao floral, é dourada e com espuma média. Harmoniza com saladas e queijos frescos

Baden Baden Cristal – produzida com maltes de cevada, é a clássica pilsen e tem aroma de cereais. Outra que tem tudo a ver com o verão, vai bem com salada e camarão

Way Beer Cream Porter – escura e cremosa, tem notas de café, chocolate e frutas secas

Barco Thai Weiss com Gengibre – com notas de banana, é muito refrescante. O gengibre ainda dá a ela um toque picante. Combine com peixes leves

Saint Bier Pilsen – refrescante e com notas de frutas amarelas, combina com grelhados e comida japonesa

Bierland Stout Imperial – é complexa e de sabor acentuado, marcado pelo malte escuro e levemente frutado. Harmonize com carne vermelha

No nosso site você encontra outras opções de rótulos especiais. Acesse ou visite nossas lojas.

Aliado da saúde, ele pode chegar à mesa como smoothie ou frozen; veja receitas

Verdadeiro clássico do café da manhã, o iogurte tem presença garantida em qualquer dieta saudável. Não à toa: ele ajuda a melhorar o funcionamento do intestino, aumenta a imunidade, fortalece ossos e ajuda a emagrecer, pois traz sensação de saciedade e tem nutrientes que auxiliam na queima da gordura.

Mas que ninguém ache que vai enjoar se comer todo dia: ele não precisa chegar à mesa sempre in natura. É possível inovar misturando-o com frutas. Por isso o blog traz hoje receitas criativas com esse ingrediente aliado da saúde:

 

CUPCAKE DE BLUEBERRY E IOGURTE

(Carole Crema)

Rende 15 unidades

Ingredientes

Massa

200 ml de óleo de milho

200 ml de iogurte natural

4 ovos

260 g de farinha

260 g de açúcar

1 colher (sopa) de fermento

1 e ½ xícara de blueberries (frescas ou congeladas)

 

Cobertura (merengue italiano)

250 ml de claras (6 ovos)

250 g de açúcar

60 ml de água

Além dos ingredientes, você vai precisar de saco de confeitar descartável

 

Modo de preparo

Com um batedor de arame (fouet), misture em uma tigela o óleo, o iogurte e os ovos. Peneire a farinha, o açúcar e o fermento e junte-os, aos poucos, à mistura dos líquidos, mexendo bem para evitar a formação de grumos. Passe as blueberries em um pouco de farinha de trigo e misture-as à massa, delicadamente. Coloque a mistura em forminhas para cupcakes. Leve para assar em forno preaquecido a 180 ºC, até que a massa esteja cozida e levemente dourada. Para fazer a cobertura, bata as claras em neve firme. Enquanto isso, faça uma calda, levando o açúcar e a água ao fogo. Deixe ferver só até começar a fazer bolhinhas (118 ºC ou ponto de fio fino). Retire a calda do fogo. Com a batedeira em baixa velocidade, acrescente a calda de açúcar quente, em fio, nas claras, até que ela seja toda contemplada. Bata esse merengue em velocidade máxima até esfriar. Com os cupcakes já frios, confeite cada um com o merengue, utilizando o saco de confeitar. Decore com uma unidade de blueberry fresca.

 

CREME DE MORANGO COM IOGURTE 

(Light & Sabor)

Rende 2 porções

Ingredientes

340 g de iogurte natural light

12 g de gelatina de morango light

75 g de morangos cortados em cubos

 

Modo de preparo

Bata no liquidificador o iogurte e a gelatina, já hidratada e dissolvida em 5 colheres (sopa) de água, até a mistura ficar homogênea. No fundo de um recipiente, disponha os morangos e despeje a mistura de iogurte por cima. Leve para gelar por pelo menos 1 hora.

 

FROZEN DE IOGURTE COM TANGERINA

(rende de 2 a 4 porções)

 

Ingredientes

Casca de tangerina em tiras para decorar

5 colheres (sopa) de açúcar

2 xícaras (chá) de iogurte natural desnatado

1 envelope de gelatina incolor sem sabor

½ litro de suco de tangerina

 

Modo de preparo

Coloque em uma tigela o suco de tangerina, a gelatina (dissolvida conforme as instruções da embalagem), o iogurte e o açúcar. Misture tudo com um batedor manual até a mistura ficar homogênea. Cubra a tigela com filme plástico e leve ao congelador por 2 horas ou até começar a cristalizar as bordas. Retire. Bata essa mistura na batedeira por 4 minutos. Volte ao congelador e deixe por mais 1 hora, ou até ficar firme, mas cremosa. Retire, misture com uma colher e distribua em taças. Decore com as cascas de tangerina.

 

* Receitas publicadas na revista Gastronomia, ed. Sabor à Mesa, e na Cozinha Dona Helena. Você confere a versão integral aqui.

No Angeloni você encontra tudo o que precisa para suas receitas ficarem ainda mais saborosas. Compre pelo site ou visite uma de nossas lojas.

Prato consumido na América desde os tempos pré-colombianos conquistou outros sabores com sua popularização

De origem peruana, o ceviche, que tem como base o peixe cru marinado no caldo de uma fruta cítrica, ganhou o mundo nos últimos anos e pode chegar à mesa em várias versões.

A popularização teve início nos anos 1980, quando a receita caiu no gosto dos americanos. Também teve variações, como o ceviche à polinésia. “Essa receita típica da Polinésia é preparada com a mesma técnica do ceviche”, conta o chef Dagoberto Torres.

Torres assina as receitas a seguir, que traz o delicioso prato em várias versões. Confira:

 

CEVICHE À POLINÉSIA

(porção para 2 pessoas)

 

Ingredientes

280 g de peixe branco (congrio rosa)

1 colher (café) de sal

1 dente de alho picado bem fino

½ pimenta dedo-de-moça verde picadinha

3 pedras de gelo

½ de xícara (chá) de suco de limão

½ cebola branca cortada em julienne

½ cenoura cortada em julienne

¼ de pepino cortado em rodelas finas

1 talo de cebolinha picado

½ xícara de leite de coco

 

Preparo

Corte o peixe em lâminas finas e coloque-as em uma travessa. Tempe com sal, alho e pimenta. Em uma tigela, coloque os demais ingredientes e misture. Jogue a mistura sobre o peixe e finalize com cebolinha por cima e sirva.

 

CEVICHE DE CAPIM-SANTO

(porção para 4 pessoas)

 

Ingredientes

100 ml de azeite

2 talos de capim-santo

560 g de peixe branco (tilápia)

2 colheres (café) de sal

2 pimentas-de-cheiro cortadas em rodelas bem finas

½ pimenta-malagueta finamente picada

4 pedras de gelo

½ xícara de suco de limão

½ cebola roxa em julienne

10 folhas de coentro picadas

1 colher (sopa) de azeite de capim-santo

½ colher (chá) de pimenta-rosa

 

Preparo

Prepare o azeite de capim-santo: esmague os talos de capim-santo com um socador, dobre os talos e coloque-os em uma panela pequena. Cubra com o azeite e leve ao fogo até começar a borbulhar. Apague o fogo, tampe a panela e deixe esfriar. Reserve. Corte o peixe em cubos de 2 cm e coloque em uma tigela com o sal e as pimentas. Misture. Junte o gelo e o suco de limão. Mexa e acrescente a cebola roxa, o coentro e um colher do azeite de capim-santo. Misture por 4 minutos. Acerte o sal e, se achar ácido, coloque um pouquinho de água. Amasse a pimenta-rosa e jogue por cima.

Receitas publicadas na revista Gastronomia Angeloni, ed. especial Mar. Você confere a versão integral aqui. Fotos Rogério Voltan, Produção Camile Comandini. Nossas revistas também estão disponíveis no nosso aplicativo para tablets nos sistemas iOs e Android.

No Angeloni você encontra os melhores ingredientes para sua receita. Visite nossas lojas ou compre pelo site.